Curso de maconha será baseado em muita teoria

Perry Belcher, à esquerda, professor da Med Grow Cannabis College, e o fundador da escola, Nick Tennant: só não pode chapar na aula, eles avisam

O mais novo curso do mercado vale US$ 485 (R$ 840) e dura seis semanas. Por esse valor, pode-se aprender a cultivar, plantar e comercializar Cannabis sativa, a planta da qual se extrai a maconha. Idealizada pelo estudante americano Nick Tennant, de 24 anos, a The Med Grow Cannabis College (Faculdade de Maconha para Uso Medicinal) funciona em Southfield, no estado de Michigan.

Segundo  Tennant, a ideia é passar ao alunos todos os conceitos que envolvem o uso e comércio da planta – apenas para fins medicinais, como indica o nome da escola.

Mesmo assim, os estudantes poderão ter aulas práticas para ver como tudo funciona? Não, avisa o fundador da escola. Tentando conter a animação da moçada, o mestre explicou ao jornal Flint News:

– O estado de Michigan precisa de especialistas em maconha para uso medicinal. Ela pode incentivar a economia e gerar milhares de empregos. É que a legislação estadual permite que se fume a erva com receita médica.

Tennant diz que a maconha pode ser consumida na forma de biscoitos, chocolate e geleias – e que seu curso ensinará também a receita desses quitutes.

Cerca de 5.800 pessoas têm receita médica para usar maconha.

O curso mais alto astral do Estado quer, de acordo com seu mestre, abrir o mercado para atender a esses pacientes.

– Não tem gente suficiente em Michigan que sabe cultivar e cuidar das plantas de maconha. Muitos pacientes acabam comprando no mercado ilegal mesmo.

A escola já registrou 150 alunos. Um dos professores, Perry Belcher, é colega de Tennant na residência do curso de Medicina da universidade do estado e o ajudou a montar a escola. Belcher ensinará a disciplina História da Maconha. Ele tem certificado médico para ser usuário.

Para abrir a escola, Tennant vendeu um carro e pediu um empréstimo generoso dos pais. Pelo jeito não faltará recurso para ele pagar a dívida – ainda que a escola não possa fazer propaganda na TV ou em revistas e jornais. A divulgação boca a boca estará garantida.

Anúncios

Sobre brigadasonora

Brasileiro, Corinthiano e Andarilho.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s